Kubrick no alpha, ontem

A chuva torrencial da tarde de ontem não desanimou os poucos e bons cinéfilos das quartas-feiras que foram chegando, com suas roupas encharcadas também de entusiasmo. O nosso cineclube, valente e entusiasticamente coordenado pelo prof. Edmundo, continuou discutindo a violência no cinema, tema deste mês. Pois bem, nada menos do que o já clássico no gênero, Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick, para fomentar uma discussão que, pela competência artística e perfeccionismo do cineasta, vai muito além da violência pura e simples. Passadas mais de três décadas, o cinema ainda não conseguiu discutir a questão de maneira tão abrangente e complexa como o fez o visionário Kubrick. Laranja Mecânica permanece atual, assustadoramente atual, com a sua chocante ultraviolência (a violência urbana com a qual nos deparamos cotidianamente não estará próxima dessa?). O filme vai além e aponta, com uma certa crueldade, a hipocrisia social, a amoralidade do ser humano numa sociedade que se mostra incapaz de enfrentar seus próprios problemas. O vilão (violento sem causa, estuprador, assassino) da história, depois de ser objeto de ódio, passa a ser objeto de pena, diante de outra violência, desta vez vinda do próprio Estado. Fico por aqui, com uma frase de um dos personagens para nossa reflexão: “quando um homem não pode escolher, deixa de ser homem” e lembrando que no próximo mês de outubro o tema será a filosofia e as sessões do Cineclube acontecerão nos dias 4 e 18. Bergman inaugurará a discussão. Compareçam e vejam detalhes de nossa programação no sítio: www.alpharrabio.com.br
(dtv)

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One Response to Kubrick no alpha, ontem

  1. Edmundo says:

    Cineclubinho ativo ! Obrigado Dalila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>