A música voltou ao Alpha

Há um tempinho que não promovíamos atividades musicais, não que a música tenha sido banida daqui, mas é que a programação deste ano vem privilegiando o debate de idéias, os lançamentos de livros e o debate cinéfilo que acabaram preenchendo o calendário de atividades, pouco sobrando de espaço para outras manifestações. Ainda assim, Henrique Crispim nos convenceu a ceder um espaço para o seu grupo, Frenesy, composto de jovens músicos que se apresentou nesta última quinta-feira no Alpha. A proposta musical do show “Antes do próximo poema” é de releituras. Releituras musicais de clássicos latino-americanos e repertório próprio que inclui releituras musicais de poemas (uma das canções foi musicada a partir de um poema de José Geraldo Neres, coordenador do Grupo Palavreiros que veio prestigiar o show em companhia da também poeta de Diadema, Raidi). Apesar de um atraso de uma hora (o que não é costumeiro acontecer) por conta de ruídos na comunicação de divulgação (o show já chegando ao final, e havia gente chegando, lotando os 60 lugares disponíveis), acabei, de certa forma, comovida com o entusiasmo juvenil do grupo. O espaço, a presença e o aplauso como incentivo para que os jovens progridam. Cansadas, eu e Luzia Maninha, fechamos as portas às 22h00 (o caixa sequer foi aberto durante a atividade) e subimos a Eduardo Monteiro glosando Camões: “Ó Alpharrabio, a quanto nos obrigas” (dtv)

Frenesy

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Comments are closed.