Monthly Archives: novembro 2006

Barro e surpresas

As águas de março, antecipadas em alguns meses, chegaram com fúria a Santo André e, por muito pouco, não atrapalharam a festa programada pelo pessoal do Atelier Da Terra. Por três horas o aguaceiro desabou, transformando a Eduardo Monteiro, ao … Continue reading

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Uma aula de história a propósito de um filme

No sábado, 25, foi a vez de encerrarmos (com chaves de ouro) o ciclo de documentários Prova dos Nove, com um curioso e bem elaborado filme: “Passaporte Húngaro” (2003), dirigido e protagonizado por Sandra Kogut. A surpresa, no entanto, veio … Continue reading

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Cine Clube

CINECLUBE Na quarta, foi a vez do cine clube, com o sempre empolgado cinéfilo Edmundo Dias a comandar a atividade que teve como tema do mês a eutanásia (tão a propósito das notícias acerca do assunto veiculadas nos últimos dias … Continue reading

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Comendo Sol

Na terça, 21.11, o cenário foi preparado para receber os amigos do Dr. Celso Battello que autografou o seu livro Comendo Sol. Como nem só de sol vive o homem, foi providenciado um vinhozinho, castanhas e patês para que a … Continue reading

1 Comment

Risco

Inicio estes relatos com uma certa preocupação, pois, diferentemente das notas, até o momento postadas nestes cadernos, estas soarão um tanto quanto “requentadas”, uma vez que alguns dias já se passaram dos acontecimentos que aqui vão relatados. Nada como o … Continue reading

Leave a comment

1992 – Ano I do Alpharrabio

20 novembro de 1992 Lançamento do quarto número da revista Livrespaço, do Grupo Livrespaço de Poesia, com homenagem aos 50 anos de carreira de Luiz Sacilotto, que assina a capa e as ilustrações desse número da revista, além de expor … Continue reading

Posted in Memórias | 2 Comments

Pelo Reino da Palavra crítica – Sábado II

A tarde é típica de primavera e convida ao andar. No entanto, guiados por algum silvo inaudível a ouvido nu, alguns cidadãos que naturalmente não se enquadram no padrão do “vem por aqui”, desviam seu olhar da natureza e dos … Continue reading

Leave a comment

Pelo reino da palavra poética – Sábado I

Um sábado e tanto este, o do 11 do 11. Conversas, conversas, idéias, muitas idéias. Logo ao abrir, às 10h00 da madrugada, os observadores da poesia, sonolentos ainda, chegam e fartam-se de taças fumegantes e pães de queijo que Eliane, … Continue reading

Leave a comment

Leitor

Um rapaz entra pela primeira vez na livraria e, após folhear alguns livros expostos na prateleira da Alpharrabio Edições, pega um livro de Dalila Teles Veras, lê alguns poemas e, voltando-se para a vendedora: “essa “menina” (sic) deve ser pirada, … Continue reading

Posted in Personagens | 1 Comment

A intrusa

No minúsculo jardim dos fundos do Alpha, já se tentou cultivar inúmeras espécies de plantas, afim de que fosse preenchido com alguma beleza o que restou de solo sem concreto (que remédio?) do lugar. Via de regra, as plantinhas morriam. … Continue reading

Posted in Personagens | 1 Comment