No Meio do Caminho

O Carnaval passou. Guardávamo-nos. Eis que voltamos, prenhes de idéias e projetos de ações culturais. Este será um ano marcado pela Poesia no Alpharrabio, a começar pela programação de aniversário (consulte: alpharrabio.com.br). Nos 80 anos do poema No Meio do Caminho, de Carlos Drummond de Andrade, verdadeira pedra de escândalo literário à época, desejamos reafirmar o nosso Alpha como a Pedra no caminho da cultura local, na qual, queiram ou não, muitos já terão topado ou terão que, algum dia, vir a topar. (dtv)

Livraria27

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 Responses to No Meio do Caminho

  1. isa says:

    “Certa palavra dorme na sombra
    de um livro raro.
    Como desencantá-la?
    É a senha da vida
    a senha do mundo.
    Vou procurá-la.

    Vou procurá-la a vida inteira
    no mundo todo.
    Se tarda o encontro, se não o encontro,
    não desanimo,
    procuro sempre.

    Procuro sempre, e minha procura
    ficará sendo
    minha palavra.” – Carlos Drummond de Andrade

    É fado do Alpha. Tem o “mundo todo” (por vezes é pouco).
    Eu, aqui neste cantinho do mundo, em vós procuro e torço para que essa “Pedra no caminho” continue no bom trilho que nos habituou.

    Há ainda muitos “charcos”!
    Boas “pedradas” precisam-se…

  2. Constança says:

    Adoro a receptividade do Alpha para todos os assuntos culturais, quando fiz a proposta de mostrar no espaço da livraria os meus desenhos digitais de poetas Portugueses e Brasileiros, fui logo acarinhada com um imenso sim que se estendeu por um enorme interesse. Estes desenhos digitais nasceram das muitas leituras que tenho feito de poesia desde os meus 13, 14 anos, tou com 47 assim já lá vão uns anitos.
    Quando estava a fazer o meu mestrado na USP surgiu a necessidade de mostrar os meus diálogos dentro do meu processo de criação, a poesia é sem dúvida um dos maiores dialogos. Nada melhor e mais próximo de mim que desenhar os meus poetas, os que marcaram algum momento na minha trajetória.
    Quando dei por mim tinha muitos desenhos feitos e achei por bem partilhar-los em exposição, claro dentro de uma livraria bem perto dos poemas…
    Enfim é assim que dia 21 terei o prazer de mostrar os meus desenhos no simpático espaço do ALPHA em Santo André/SP.

    Obrigada Luzia Maninha por toda a atenção e carinho. Obrigada Dalila pela permanente receptividade às minhas criações.

    abraços cordiais
    Constança

    http://constancalucas.blogspot.com/