Conversas de livraria

01 Alpha09 1

Indiferentes ao êxodo resultante do tradicional recesso desta época, os criadores de arte permanecem em plena atividade. Térmitas inquietas e questionadoras, continuam a cavar intermináveis túneis por onde se divisam as luzes da criação. Não esperam o Carnaval para iniciar o ano até mesmo porque nem sequer se dão ao luxo de encerrar o que passou, engatam logo a primeira marcha e continuam a andar, pouco se importando se a cidade parou.
A tarde de hoje trouxe alguns deles ao Alpharrabio, formiguinhas inquietas que não interromperam suas respectivas marchas criativas:
- Primeiro chegou José Armando Pereira da Silva, a dar conta das novidades: 1) Um livro com as crônicas sobre arte de Luís Martins publicadas no Diário de São Paulo na década de 40 do Século passado. Um exaustivo trabalho de garimpo e seleção que contou com a colaboração de Ana Luisa Martins, filha daquele jornalista/crítico. A sair brevemente pelo Museu de Arte de São Paulo – MAM. 2) Outro livro, com possibilidades de publicação pela Imprensa Oficial de São Paulo, também resultado de pesquisa exaustiva e meticulosa, uma coletânea de crônicas do escritor paulista José Geraldo Vieira; 3) e finalmente, mas não menos importante, outro livro sobre o artista Paulo Chaves, que vem juntar-se aos de Guido Poianas e João Suzuki, já publicados, registrando, assim, o trabalho de três artistas de renome nacional ligados à região do Grande ABC.
- Logo depois, o casal Alex Moletta e Simone Alessandra, com o seu costumeiro entusiasmo. Trouxeram uma cópia do seu último trabalho, o documentário em vídeo digital “Pau da Missa”, que aborda, através de entrevistas com moradores locais, a já lendária árvore centenária que, por muitos anos foi utilizada como um “mural de avisos” na Vila de Paranapiacaba. Já marcamos o lançamento do filme no Alpha, seguido de um debate.
- As artistas visuais Fátima Roque e Cristina Pereira, também marcaram ponto. Fazem segredo dos projetos, mas, sabe-se, prometem.
De nossa parte, também continuamos a escavar mais túneis, rumo às comemorações dos nossos 17 anos. Na programação, além do documentário já citado, o lançamento do meu mais recente livro “Retratos Falhados”, que abre a programação, no dia 17 de fevereiro; apresentação de dois novos livros de e sobre fotografia do Professor e sociólogo José de Souza Martins; lançamento do livro de Adélia Nicolete sobre a atriz andreense e global Sonia Guedes, pela coleção Aplauso, da Imprensa Oficial; um encontro com o escritor pernambucano Juareiz Correya, que autografará dois livros de sua autoria e outros que estão em fase de fechamento. Aguardem, pois a Casa da Rua Dr. Eduardo Monteiro andará fervilhando nos meses de fevereiro e março. (dtv).

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

3 Responses to Conversas de livraria

  1. Adélia Nicolete says:

    Dalila, que bom poder contar com um espaço como o Alpha.
    É ponto de encontro, reduto, quartel general, célula!
    É que nem mãe. Alguns filhos voam, às vezes somem, mas sempre que têm novidade ou pedem socorro, ela está lá.
    Um abraço de ano novo… e desculpe os erros de ortografia…

  2. Ahahahah! Fazemos segredos é? Não fazemos não, é que os projetos ainda não existem! Eu sempre vivo num caos completo com meu trabalho! Por isso recorro a amigos como Fátima Roque e ao Alpharrabio onde encontro uma luz que me faz entender as coisas. Ainda bem que vocês existem. Bjs e obrigada pelo carinho!

  3. José Armando says:

    Só para lembrar. 2009 marca vinte anos da morte de Paulo Chaves. Em 1989, no catálogo so Salão Paulista de Arte Contemporânea que o homenageou, Fábio Magalhães registrava: “Sua obra merece ser divulgada e se situa enter as mais significativas do abstracionismo brasileiro”. Vamos ver se pagamos essa dívida agora.