Pin-ups – A festa

O tempo, cada vez mais veloz, engana e subverte a ordem das ações. Vamos fazendo coisas e… registrar ou fazer…
Ainda assim, ainda é tempo para registrar a festa do Lucena e suas pin-ups, ocupação total da livraria Alpharrabio no último dia 12 e que ainda pode ser visitada até o dia 31 deste mês (agosto de 2010).
Na concorridíssima abertura, um público jovem e alegre (muitos grafiteiros, devidamente “armados” com suas pesadas mochilas – uma pena, mas Rafael não deixou nem um pedacinho de muro em branco que convidasse à intervenção alheia).

Lucenablog01

a conversa de livraria – apresentação (criador – digo, curadora e criatura)

lucenablog02

seguida do depoimento do artista sobre o processo de criação

lucenablogtoys

e apresentação de seus “produtos” artísticos: toys, bottons, sacolas, camisetas… sucesso absoluto de vendas (afinal, artista produz e não vive de brisa…)

lucenablogvinho1

e vinho personalizado (que não foi vendido, mas ofertado)

lucenablogdefora

enquanto a festa acontecia, do lado de dentro e do lado de fora

Os que vieram foram unânimes: o rapaz é dono de uma criatividade impressionante e a “pegada” de seu traço mostra que já sabe o que quer. Vida longa e sucesso ao artista!

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One Response to Pin-ups – A festa

  1. Dia desses esta a conversar sobre “coisas das artes” e falei sobre o sentimento que tenho ao conhecer o trabalho de alguns “jovens” artistas(não na idade de suas datas de nascimento, mas de tempo de produção). É aquela sensação de “nossa, tem algo a mais aqui”. E esta foi a sensação que tive quando vi o trabalho do Rafael, que acredito ser um refinamento do movimento grafiteiro. Adorei ter tramado mais esta invasão, digo, adorei ter participado de mais esta exposição.