Livros, livros… e poesia, aguardando os vinte

A primeira quinzena deste mês de dezembro foi inteiramente dedicada à literatura no Alpharrabio

No dia 02, um encontro para celebrar um interessante e meritório projeto da Editora Lamparina Luminosa e Ponto de Cultural Editora Livre Popular Artesanal, ou seja, o lançamento dos livros Mínima Memória do Mundo e A Mineirinha e outras histórias, ambos resultados de um ano e meio de trabalho.

021211 13

Trata-se do registro de memórias coletivas e individuais, em forma de prosa e de poesia, trabalho realizado com trabalhadores, aposentados e pessoas em processo de alfabetização, coordenado por Christian Piana.

021211 05

Apresentado e recepcionado por Júlio Mendonça, Cristian Piana fala dos livros

Já no dia 10, um novo título do catálogo Alpharrabio Edições, Escola de Teatro da Fundação das Artes de São Caetano do sul 1969-1982, de autoria de José Armando Pereira da Silva, foi lançamento no prédio da própria Fundação das Artes.

JArmando02

Além do texto de José Armando, resultado de um trabalho de pesquisa, em boa parte valendo-se de documentos do espólio de Milton Andrade, que dirigiu aquela instituição por 16 anos, o livro também conta com um depoimento de Heitor Capuzzo, Imagens do ABC em movimento, sobre cinema na Fundação das Artes.

JArmando04
(HC – à direita)

Na ocasião, José Armando formalizou a doação à Fundação Pró-Memória de São Caetano dos documentos pesquisados, devidamente autorizada pela família de Milton Andrade.

JArmando05

Após a palavra do autor, que homenageou o amigo Milton Andrade, a quem o livro é dedicado, Dalila Teles Veras informou os presentes sobre o ofício enviado dias antes pelo Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC ao Prefeito de São Caetano do Sul, cobrando uma resposta ao ofício a ele encaminhado há exatos dois anos, no qual dezenas de artistas e intelectuais, sugeriram que a Fundação das Artes recebesse o nome de Milton Andrade, falecido no dia 01.12.2009.

Trecho do ofício, lido na ocasião e do qual muitos dos presentes receberam cópia: “Lembramos que essa sugestão foi largamente divulgada pela mídia local, sendo que em matéria sob o título “Justa homenagem” publicada no Diário do Grande ABC em 11.04.2010, Vossa Senhoria, indagado pelo repórter Nelson Albuquerque, declarou que “A Fundação das Artes deverá receber o nome de Milton Andrade na reinauguração prevista para o fim do ano”, o que muito animou todos aqueles que reconhecem na figura de Milton Andrade uma referência no mundo da Cultura, não só em São Caetano do Sul, onde fundou e dirigiu por 16 anos a Fundação das Artes e muito contribuiu inclusive com a formulação de políticas públicas da cultura e movimentos culturais, mas em todas as outras cidades da região, projetando-se, inclusive, como artista nacional.”

Além do autor e do co-autor Heitor Capuzzo, residente hoje em Singapura onde é professor titular na Escola de Arte, Design e Mídia da Nanyang Technological University, prestigiaram o evento a família de Milton Andrade (esposa, 3 filhos e netos) e destacadas figuras do mundo das artes e da literatura que patentearam seu apoio à ideia da Fundação das Artes receber o nome de Milton Andrade.

JArmando01 1
(o autor com a família de Milton Andrade)

No dia 17, no encerramento das atividades de 2011, Danilo Bueno, retorna à casa editorial que publicou seus primeiros livros (Fotografias, 2001, plaquete, e crivo, 2004) para promover o lançamento do seu mais recente livro, Dia útil, Lumme Editor, 2011, encerrando com boa poesia este ano de múltiplas atividades.

Aqui fica um poema do novo livro de Danilo, com augúrios de que a poesia permaneça a ocupar espaços alpharrabistas também durante o ano em que a Livraria Alpharrabio comemorará seus 20 anos

Contra a mão que escreve
Investe o Sol em sacrifício
Melhor perder os dentes
Julga o parvo a mensagem que o conjuga
É um conto o malogro deste mundo
Acidula o horizonte em sua linha
Falo de flores falo de sol-pores
O corpo e o bordão descoloridos entoam
Rimas de outros dias

Danilo01

Fotos: as primeiras duas imagens são de autoria de Fátima Roque, as demais, como de praxe, são de Luzia Maninha.

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>