Alpharrabio 20 anos – O Alpha pelos alphas VIII

Penélope Martins

Teci um poema sobre uns filtros amarelados de café, preguei botão de sementes para florescer ternura. Uma medalhinha de santo em fio vermelho que espanta quebranto eleva a alma do meu Relicário. Mãos estendidas e vozes ecoando. Na parede do centro da minha sala de estar, bons encontros se recordam.

Obrigada Alpharrabio, lugar singular cuja estampa é gente e que por isso pode estar em qualquer lugar onde a gente se encontrar.

Penelope Alpha

Lugar para guardar relíquias,
coisas raras (quiçá sagradas),
coleções de mimos e grandes afetos.

Lugar de um lugar nenhum
e que para tal não existe um só dono.

Lugar imenso.

Lugar para boas palavras
– e não há verbete que seja dispensável.

Lugar de alçar vôo.
Lugar para alcançar um altíssimo alvoroço.

Lugar da alma.

Pe20anos

(Penélope Martins, em 25.09.2010, construindo leitores) Foto Luzia Maninha: acervo ABCs Núcleo Alpharrabio de Referência e Memória

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>