Album

fotos : 09 ArtePostal170911 155

09   ArtePostal170911  155

09 ArtePostal170911 155

Posts with this image:

2 Responses to a arte que (re)afirma o coletivo e o humano

  1. isa says:

    Confesso que não é por acaso ainda não ter comentado este artigo, apesar das várias (re)leituras. De cada vez que o faço, tenho-me perguntado porque “Arte Portal – Os Livros” me foi/é tão especial?
    E por mais voltas que dê chego sempre ao mesmo ponto de partida: desde o seu inicio, fez-me re-cordar (repassando bem fundo pelo coração) as emoções lá guardadas, no fundo dos fundos, de infância, de quando o carteiro Miguel vinha descendo a rua e eu, petiz, lhe perguntava se trazia carta para mim. Ele mexia o seu farto bigode de um lado para o outro, resmungava (zurrava?), bem lacónico, um “Hummmmm…. hoje não pirralha”.
    Pirralha, eu? o tanas. Aos 12 anos já recebia e retribuía postais com Argélia, França, Quebec, entre outros.
    Nessa altura não entendia o que me movia, se o prazer em receber um postal de belas paisagens distantes, se o sonhar em um dia vir a visitá-las, se o prazer em estabelecer o que hoje chamo de “pontes de comunicação”.
    Afinal não foi isso que motivou o surgimento dos correios, a necessidade do homem em comunicar?!
    Mas como diz o poeta,
    “Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
    Muda-se o ser, muda-se a confiança;
    Todo o mundo é composto de mudança,
    Tomando sempre novas qualidades.”
    e com as novas tecnologias que tanto aproximam por um lado, mas que tanto distanciam por outro, neste mundo de palavras (des)gastas e de costas voltadas, me pergunto se só o facto de se comunicar já não é só por si Arte? (Não confundir falar com comunicar)
    Num outro contexto, meu Amigo Valdecirio afirmou “No fim do túnel ainda há comunicação”. Esta exposição é prova que ela existe ainda de forma saudável, genuína, singela.
    Ter participado foi… como dizer? Imaginem uma tela gigante e eu tive o enorme prazer de ter dado uma pincelada, nua de pressões, transcendente a quaisquer (pre)conceitos, livre e colorida nessa tela que é este mundo, por vezes demasiado cinzento e surdo.
    Parabéns Constança pelas emoções geradas.
    Parabéns à família do Alpha-Templo pelo empenho e entusiasmo que sempre demonstram. A montagem está soberba. Não me canso de mergulhar nas fotos e sempre encontro algo que escapou à leitura anterior. Dessa forma, todos os dias há sempre algo de novo a apreender – a comunicação dá-se.

  2. Pois é, cara Isa, a comunicação (sincrônica, entre afinidades eletivas) dá-se em várias dimensões, até mesmo a partir de uma chávena de café. sua interação é sempre (quase uma década a cruzar o atlântico!!!) bem vinda.