Album

lambe-lambe digital : Livrespaco111008 1

Livrespaco111008 1

Livrespaco111008 1

Posts with this image:

6 Responses to A festa livrespaciana continua

  1. rosana chrispim says:

    Cara Dalila, não importa que sejam poucos (gostaríamos que fossem muitos mais, é claro), mas sabemos que a poesia jamais morrerá, ao contrário, terá sempre essa forçae o poder de tocar e mobilizar. Porque a palavra da poesia não é só palavra, é uma história inteira, é um quadro inteiro! Assim como o Livrespaço não foi apenas um grupo de poetas!

  2. Constança says:

    preguiça, muita coisa para fazer, atelier sedutor, paisagens, transportes, tantas coisas e eu não fui no sábado, tinha querido ir

    mas o que importa é a poesia

    abraços cordiais
    Constança

  3. Vitória Espósito says:

    Caros Poetas-educadores
    Sedutores que com sua poesia nos tornam mais sensíveis para a beleza o meu abraço e MUITO OBRIGADA!
    Amei reencontrar educadores como Glorinha, Lourdina, Therezinha, o Fila e com eles saber de outros tantos que fizeram parte de nossa trajetória de vida.
    Dalila, o meu abraço.
    Vitoria Espósito

  4. Levi Araújo says:

    Caros Poetas-Profetas!

    Graça, Paz e Bem sejam sobre vocês.
    Estamos terminando mais um periodo eleitoral….., estou saudoso e sedento por encontros que alimentam a alma.
    Belo e sedutor o presente relato.
    Festas assim devem continuar.
    Na Jornada,

    Levi

  5. isa says:

    Que invejazinha de não estar aí. Quando se entra neste Alpha-Templo, respira-se determinação, arrojo, firmeza, cumplicidades, verdadeira paixão pela vida (arte) sob qualquer forma. Imagino o que será in loco.

    Seja qual for a finalidade ou o mote, todo o processo de criação deve ser feito com amor e por amor. Só assim será intemporal.

    Se é que existe o intemporal, certamente a Poesia é-o.

    Agora foram as bodas de prata, até às de ouro, como diz Rosana, muito há que “tocar e mobilizar”, porque a poesia é a Palavra Intemporal.

  6. margarita Lo Russo says:

    Como dijo Susana “El sol estaba afuera y adentro” y digo yo era la luz de la vida, la poesía en su manifestación más pura la de los maestros, aquellos que en el decir de Gabriela Mistral llevan por el mundo el nombre del Más Grande de los Maestros “Jesús”. Qué emción escuchar, ver y sentir que la semilla que plantamos hace 25 años había fructificado.
    Salve la poesía!!