A Rainha e os Panos Mágicos

Um encontro, um livro, contação com o coletivo Rum Pi Ilê, uma conversa e atividades para crianças.
Esta foi a história:
ERA UMA VEZ uma rainha chamada Sheila que, estando em sua segunda gestação, parte pelos mares com sua primogênita. Um naufrágio muda a rota das férias e as leva para uma misteriosa ilha. Lá, as mulheres têm, quase sempre, partos normais, e são as bruxas, como a mestra Agnes, que cuidam dos nascimentos. Quando mãe e filha voltam para seu reino, Sheila tenta convencer o Grande Mago de que pode ter uma criança sem uma cirurgia. A ideia parece insana tanto para o mago quanto para o marido de Sheila, que, temendo pelas vidas da rainha e de seu bebê, decidem enclausurá-la. As desconfianças assolam o reino e nada parece dar certo. Mas os lendários Panos Mágicos garantirão um final feliz!
que está no livro: A Rainha e os Panos Mágicos
Autoria: Janaína Leslão e Deborah Delage, Ilustrações: Carol Borges. Prefácio: Rita Lisauskas
Gênero: Conto de Fadas
Editora: Metanoia, Ano: 2017

12   JanaDeBora01

12   JanaDeBora02

12   JanaDeBora03

12   JanaDeBora04

12   JanaDeBora05

12   JanaDeBora09

12   JanaDeBora12

12   JanaDeBora13

12   JanaDeBora14

12   JanaDeBora17

12   JanaDeBora18

12   JanaDeBora19

12   JanaDeBora23

12   JanaDeBora27

12   JanaDeBora25

12   JanaDeBora29

12   JanaDeBora33

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Sábado PerVersos – a poesia em questão, dezembro 2017

Dia 09 de dezembro de 2017, manhã adentro, realizou-se mais um encontro de “Sábados PerVersos – A Poesia em Questão”, projeto de leitura crítica de poesia. O encontro, que ocorre mensalmente desde o final de 2014, no último sábado de cada mês, desta feita, teve um caráter de confraternização, celebrando os três anos de muitos encontros, leituras, discussões e realizações. Um breve histórico e avaliação do ano, brindes e muitos abraços. dtv

12 SPerversos17 01

12 SPerversos17 02

12 SPerversos17 03

12 SPerversos17 04

12 SPerversos17 05

12 SPerversos17 06

12 SPerversos17 07

12 SPerversos17 08

12 SPerversos17 09

12 SPerversos17 12

12 SPerversos17 13

12 SPerversos17 14

12 SPerversos17 15

12 SPerversos17 16

12 SPerversos17 17

Posted in Sem categoria | Leave a comment

DiaD no Alpharrabio – 31.10.2017

Dia D

Pela terceira vez, a Livraria Alpharrabio comemora o Dia D, celebrado em todo o Brasil no dia 31 de outubro, aniversário natalício do poeta Carlos Drummond de Andrade.
Neste ano, a título de mote, o poema:

Mundo Grande

Não, meu coração não é maior que o mundo.
É muito menor.
Nele não cabem nem as minhas dores.
Por isso gosto tanto de me contar.
Por isso me dispo,
por isso me grito,
por isso frequento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias:
preciso de todos.
Fizeram parte da programação do Dia D 2018:

- “Mundo Grande” – lambe-lambe no muro externo da livraria, com desenhos de Hallina Beltrão
– Exposição: “Risco e Rabiscos” – com reproduções de Desenhos de Belchior, cantor, compositor, cearense, de Sobral (coleção particular)
- Leituras da obra de Drummond

Hallina Beltrão é pernambucana, Mestre em Design Gráfico Editorial pela Elisava, Universidade Pompeu Fabra, de Barcelona, na Espanha, e especializada em Ilustração Criativa pela Universidade Autônoma de Barcelona, Eina. Ilustrou livros infanto juvenis para editoras nordestinas, produz imagens para a revista literária espanhola Que Leer, para o suplemento literário Pernambuco, para a Revista Continente e o Jornal Rascunho, além de criar diversas capas para autores brasileiros

O Dia D – Dia Drummond é um evento organizado pelo IMS para celebrar o aniversário do grande poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987).
“A ideia foi lançada em 2011 com o objetivo de fazer com que o dia 31 de outubro, data do nascimento de Drummond, seja comemorado e faça parte do calendário cultural do país. O objetivo do IMS é exclusivamente promover e difundir a obra do escritor pelo “mundo, mundo, vasto mundo”.

DiaD 02

DiaD 03

DiaD 04

DiaD 06

DiaD 08

DiaD 10

DiaD 11

DiaD 12

DiaD 13

DiaD 14

DiaD 15

DiaD 16

DiaD 17

DiaD 18

DiaD 19

DiaD 20

DiaD 21

DiaD 22

DiaD 23

DiaD 25

DiaD 27

DiaD 29

DiaD 30

DiaD 31

DiaD 32

DiaD 33

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Sábados PerVersos: a poesia em questão / outubro 2017

No dia 28 de outubro de 2017, decorreu na Livraria Alpharrabio, mais um Sábados PerVersos – a poesia em questão. Desta feita, com caráter especial, ou seja, discussão e lançamento oficial dos volumes IV (Contracena, de Rosana Chrispim) e V (não sabia a idade, de Constança Lucas) da Coleção PerVersas – Literatura de autoria feminina, Alpharrabio Edições.
Sábados PerVersos – a poesia em questão, conforme temos divulgado aqui, é um projeto de leitura crítica de poesia que ocorre mensalmente desde o final de 2014, sempre no último sábado de cada mês.
E, como sempre, houve leituras, muitas leituras e discussão. A poesia nos cantos, nas bocas, nas frestas. (dtv)

SPerversosOut17 01

SPerversosOut17 02

SPerversosOut17 03

SPerversosOut17 04

SPerversosOut17 06

SPerversosOut17 09

SPerversosOut17 07

SPerversosOut17 10

SPerversosOut17 13

SPerversosOut17 15

SPerversosOut17 19

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Conversa de Livraria com Moreira de Acopiara sobre seu livro “Atitudes que Constroem”

Uma conversa de Livraria com Moreira de Acopiara que foi além de mera conversa. Antes, um “acontecimento” poético/fraterno entre gente que faz e gosta de ler poesia. Na pauta, o livro mais recente do poeta, “Atitudes que Constroem”
Foi um sábado memorável, aquele do dia 21 de outubro de 2017. Confiram os registros fotográficos de Luzia Maninha

10   Moreira17 02

10   Moreira17 03

10   Moreira17 05

10   Moreira17 06

10   Moreira17 07

10   Moreira17 09

10   Moreira17 11

10   Moreira17 14

10   Moreira17 15

10   Moreira17 17

10   Moreira17 18

10   Moreira17 19

10   Moreira17 20

10   Moreira17 22

10   Moreira17 23

10   Moreira17 24

10   Moreira17 26

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Sábados PerVersos – XXV encontro Setembro 2017

O XXV encontro de Sábados PerVersos – a poesia em questão, contou com a coordenação das poetas Deise Assumpção e Conceição Bastos que trouxeram para discussão um poema de Manuel Bandeira, “A Estrela” e um poema de Hilda Hilst, X, do livro Da poesia que foram lidos à luz da escritura do homem (Manuel) e da mulher (Hilda), poetas.

A ESTRELA
Vi uma estrela tão alta,
Vi uma estrela tão fria!
Vi uma estrela luzindo
Na minha vida vazia.

Era uma estrela tão alta!
Era uma estrela tão fria!
Era uma estrela sozinha
Luzindo no fim do dia.

Por que da sua distância
Para a minha companhia
Não baixava aquela estrela?
Por que tão alto luzia?

E ouvi-a na sombra funda
Responder que assim fazia
Para dar uma esperança
Mais triste ao fim do meu dia.
in: Bandeira, Manuel, Estela da Vida Inteira, RJ, Ed. Nova Froneira, 1993, 23ª ed. Livro: Lira dos Cinqüenta´Anos, p. 174

X
Olhamos eternamente
para as estrelas
como mendigos
que eternamente
olham para as mãos.

E imaginamos
cousas absurdas
de realização.
Cousas que não existem
e cujo valor
é o de consistirem
parte da ilusão.

E olhamos eternamente
para as estrelas
porque parecem diferentes.
E quando agrupadas
eu as revejo individualizadas.
Estrelas… só.
Quem sabe se naquela imensidão
elas sofrem o mal dissolvente,
passivo,
mas dissolvente ainda: solidão.

Brilham para o mundo.
No entanto estão sozinhas
na lúgubre fantasia de pontas.

Nunca, meditem,
nunca as encontraremos
pois elas olham
igualmente para nós
e nos desejam
porque estão sós

In: Hilst, Hilda – 1930-204 / Da poesia / Hilda Hilst – 1a. ed. – São Paulo / Companhia das Letras, 2017 / Livro Presságio – poemas primeiros (1950)

O resultado foi uma belíssima e aprofundada discussão.

09   SPerversos17  1

09   SPerversos17  5

09   SPerversos17  10

09   SPerversos17  13

09   SPerversos17  16

09   SPerversos17  17

09   SPerversos17  19

09   SPerversos17  20

Ao final, o compositor, poeta e intérprete Meramolim que pela primeira vez compareceu a um dos encontro, brindou os presentes com uma canja, interpretando, acompanhado ao violão, uma de suas canções.

09   SPerversos17  21

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Conversa de Livraria com os poetas Cesar Augusto e Claudinei

A Conversa de Livraria com os poetas Cesar Augusto de Carvalho e Claudinei Vieira, na manhã de setembro antecipou a Primavera com muita poesia. Porque a Primavera aqui é composta por livros e palavra.
Os livros de ambos, os mais recentes, na pauta, na discussão, nos autógrafos. Muito se falou do fazer poético, da circulação de poesia hoje e suas formas alternativas de edição, dos saraus, dos quais ambos são entusiastas organizadores e participantes.
Cesar autografou seu Lavras ao Vento, pá, Editora Benfajeza. Claudinei autografou o seu ‘Olá, pequeno monstro do dia’ (Editora Benfazeja, 2016).
o registro, uma vez mais, é de Luzia Maninha.

09   CesarClaudemir  9

09   CesarClaudemir  1

09   CesarClaudemir  2

photopress:09___CesarClaudemir__3_.JPG,full,centered]

09   CesarClaudemir  5

09   CesarClaudemir  10

09   CesarClaudemir  11

09   CesarClaudemir  13

09   CesarClaudemir  14

09   CesarClaudemir  16

09   CesarClaudemir  15

09   CesarClaudemir  17

09   CesarClaudemir  18

09   CesarClaudemir  19

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Apresentação dos volumes 2 e 3 da Coleção PerVersas – Literatura de autoria feminina

Poderíamos dizer que a programação cultural de agosto de 2017 no Alpharrabio foi frenética. Para uma equipe composta por apenas 3 pessoas, realizar 6 encontros, todos revestidos de êxito de público e, sobretudo, de pleno cumprimento da finalidade a que se propuseram, não deixa de ser um feito do qual, sem nenhuma fanfarronice, muito nos orgulhamos.
No dia 26, a programação de agosto foi encerrada, uma vez mais, com muita poesia.
A poesia circulou pelas bocas e mãos de quem a ama, entrou pelos escaninhos mais insuspeitos das prateleiras e trincas da casinha da Eduardo Monteiro. Ali falava-se dos volumes 2 (“cascos e crinas sobre fundo escuro” de Conceição Bastos) e 3 (“Relíquias de Anjo”, de Deise Assumpção) da Coleção PerVersas – Literatura de autoria feminina. E muito se falou da literatura das mulheres que não mais se escondem atrás de pseudônimos, sem medo de dizer seu nome nem o nome das coisas do seu universo. (dtv)

08   PerVersas2e3 01

08   PerVersas2e3 03

08   PerVersas2e3 04

08   PerVersas2e3 07

08   PerVersas2e3 09

08   PerVersas2e3 10

08   PerVersas2e3 11

08   PerVersas2e3 13

08   PerVersas2e3 14

08   PerVersas2e3 15

08   PerVersas2e3 16

08   PerVersas2e3 17

08   PerVersas2e3 19

08   PerVersas2e3 20

08   PerVersas2e3 21

08   PerVersas2e3 22

08   PerVersas2e3 25

08   PerVersas2e3 27

08   PerVersas2e3 28

08   PerVersas2e3 33

08   PerVersas2e3 36

08   PerVersas2e3 37

08   PerVersas2e3 40

08   PerVersas2e3 43

08   PerVersas2e3 45

08   PerVersas2e3 48

08   PerVersas2e3 49

08   PerVersas2e3 50

registro fotográfico: Luzia Maninha

Posted in Sem categoria | 1 Comment

Cultos de Mistério – uma conversa com Ruy Rocha Jr.

Dia 19 de agosto realizamos mais uma instigante Conversa de Livraria, desta feita, com Ruy Rocha Jr, professor, licenciado em História e Filosofia, especialista em Sociologia, Globalização e Cultura pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Mestre em Ciências da Religião pela universidade Metodista de São Paulo.
A conversa girou em torno de seu livro CULTOS DE MISTÉRIO – DIONÍSIO E AS ORIGENS OCULTAS DO CRISTIANISMO, lançado recentemente. A obra analisa os antigos cultos de mistério, alguns desdobramentos históricos e suas possíveis influências no cristianismo primitivo.
Foi uma conversa repleta de interrogações, muitas respostas e, sobretudo, curiosidade plantada para mais leituras. (dtv)
O registro fotográfico, como sempre, é de Luzia Maninha

Ruy01

Ruy02

Ruy04

Ruy08

Ruy09

Ruy11

Ruy12

Ruy13

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Patuá/patuás em conversa de livraria

E foi uma festa linda, mais uma. Festa da poesia protegidas pelos patuás e deuses da poesia que protegem esses seres tão desprotegidos num mundo utilitarista que pouco os percebe. E o encontro, idealizado pelo poeta Tarso de Melo, reuniu alguns poetas do catálogo da editora Patuá, capitaneada pelo também poeta Eduardo Lacerda.
E vieram André Merez, Elisa Andrade Buzzo, Fabiano Fernandes Garcez, Lilian Aquino, Marcia Barbieri, Ricardo Escudeiro e Rosana Chrispim e, claro, o próprio capitão do time, Edu Lacerda.
Rolou muita conversa, muita leitura de poemas e autógrafos dos volumes mais recentes e, sobretudo, muita troca fraterna.
12.8.2017: Um encontro memorável. (dtv)
O registro fotográfico é de Luzia Maninha.

08   Patuas120817 01

08   Patuas120817 03

08   Patuas120817 10

08   Patuas120817 15

08   Patuas120817 11

08   Patuas120817 19

08   Patuas120817 22

08   Patuas120817 24

08   Patuas120817 26

08   Patuas120817 30

08   Patuas120817 23

08   Patuas120817 32

08   Patuas120817 36

08   Patuas120817 42

08   Patuas120817 44

08   Patuas120817 50

08   Patuas120817 53

08   Patuas120817 54

08   Patuas120817 55

08   Patuas120817 58

08   Patuas120817 60

08   Patuas120817 63

08   Patuas120817 64

08   Patuas120817 65

08   Patuas120817 66

08   Patuas120817 67

08   Patuas120817 70

Posted in Sem categoria | Leave a comment