Quem somos

Quando abrimos o Alpharrabio, em fevereiro de 1992, o convite de inauguração já revelava os propósitos do empreendimento: “muito mais que uma livraria, um ponto de encontro cultural, um centro irradiador e procriador de idéias”; era a promessa do encontro humano, o olho-no-olho, a troca de projetos entre artistas e pensadores que, ao longo do tempo, foi transformando esse espaço numa verdadeira incubadora, caixa de Pandora inesgotável, da qual se vai retirando combustível contra a mesmice do mundo do consumo de mercadorias outras.
O mundo virtual e a Internet engatinhavam à época, mas já lutávamos para tirar as pessoas de seus respectivos casulos domésticos e fazê-las, no convívio sempre difícil com as diferenças (culturais, ideológicas, enfim), resgatar a Ágora perdida. Não tem sido fácil romper com o isolamento físico das pessoas em tempos de equipamentos eletrônicos, televisores, computadores pessoais que isolam até aqueles que compartilham a mesma residência. Mesmo assim, resistimos até aqui, acreditando na riqueza da discussão presencial, não sem travar verdadeiras batalhas no sentido de seduzir para o convívio, acenando com propostas de debate entre pessoas que partilham seus saberes e outras que mostram sua arte. Criador e fruidor, escritor e leitor, juntos, na certeza de que só pela arte das artes é possível transformar.
Pois bem, agora chegou a vez de (re)formular a proposta inicial, ou pelo menos, tentar (re)partir a nossa experiência real, a do olho-no-olho, dentro do espaço virtual. Ponderamos, diante dos insistentes apelos. Afinal, já abrimos as portas, as físicas, conectados também com o pensamento binário de um mastodôntico XT, no qual os dados do acervo inicial de 2.000 volumes da livraria foram cadastrados. Depois, em 2002, entramos no espaço virtual, abrindo nosso site (www.alpharrabio.com.br) através do qual divulgamos nossas atividades e, até, vendemos livros. É assim que entramos no nosso 15º ano de atividades ininterrumptas (12 dos quais estão registrados no suporte papel, o livro “12 Anos uma história em curso” Edições Alpharrabio, 2004), com o nosso web log, ou mais precisamente, com o já tão popular blog, nosso caderno virtual de registros, no qual tentaremos, dentro do possível, passar para a memória artificial a atmosfera do Alpharrabio. Um relato de sua vida real para, assim, quem sabe, seduzir mais gente a deixar o aconchego de sua poltrona e (com)partilhar in loco das nossas atividades.
Este será, portanto, não só um caderno de registros, mas também de apropriações, inquietudes e intervenções (as suas). Participe, dê sua opinião, mande notícias. As fotos do blog são de autoria de Luzia Maninha que detesta holofotes e sempre prefere ficar atrás das câmeras. Coloque nosso endereço (blog.alpharrabio.com.br) na lista de seus favoritos. Neste balaio tudo cabe.

Dalila Teles Veras
Alpharrabio Livraria e Editora
Rua Eduardo Monteiro, 151 – Jardim Bela Vista (altura do número 1.000 da av. Portugal) – Santo André – SP – Brasil
Fone (11) 4438-4358
email: alpharrabio@alpharrabio.com.br
www.alpharrabio.com.br

6 Responses to Quem somos

  1. Bom dia.
    Desenvolvo um projeto de publicação de poesias de novos autores, já na terceira edição e gostaria de contar com apoio na divulgação.
    Atenciosamente,
    Valdeck Almeida de Jesus
    71 8805 4708

    Prêmio Literário tem inscrições gratuitas

    Estão abertas as inscrições para o III Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, que tem por objetivo publicar poemas e poesias de escritores brasileiros e/ou estrangeiros, desde que escritos em língua portuguesa.
    Segundo o realizador do concurso a intenção é tirar da gaveta de escritores desconhecidos pérolas de nossa literatura que podem estar se perdendo.
    O prêmio, conferido anualmente, prevê a publicação de uma coletânea dos melhores trabalhos, e divulgação nos sites de literatura do país e do exterior.
    As inscrições são gratuitas, bastando o envio de poemas por e-mail ou pelos correios.
    Mais informações no site http://www.galinhapulando.com/links.php

    Prêmio Literário tem inscrições gratuitas

    Estão abertas as inscrições para o III Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, que tem por objetivo publicar poemas e poesias de escritores brasileiros e/ou estrangeiros, desde que escritos em língua portuguesa.
    Segundo o realizador do concurso a intenção é tirar da gaveta de escritores desconhecidos pérolas de nossa literatura que podem estar se perdendo.
    O prêmio, conferido anualmente, prevê a publicação de uma coletânea dos melhores trabalhos, e divulgação nos sites de literatura do país e do exterior.
    As inscrições são gratuitas, bastando o envio de poemas por e-mail ou pelos correios.
    Mais informações no site http://www.galinhapulando.com/links.php

  2. M'Anna says:

    Seu “ponto de encontro cultural”e’uma das gratas recordacoes do meu Brasil. Poucas vezes estive ai’, mas foi suficiente para nao esquecer nunca esse canto tao especial que tenho certeza preenche as horas de muito poeta. Estou longe e sempre em busca de almas que gostem como eu de fazer amizades. M’Anna

  3. Almeida Jr. says:

    Gostaria de saber quanto custa a edição de um livro de + ou –
    156 páginas, qual é a tiragem mínima. Sou escritor poeta e estou com o livro pronto para ser editado, o segundo livro também já está sendo escrito, mande-me estas respostas por favor, pois eu já tentei ligar para esta editora várias vezes e não tive sussesso. aguardando a vossa comunicação ansioso.despeço-me. Almeida Jr.

  4. Tatiane Carvalho says:

    Olá!

    O comentário que segue é tardio, porém, necessário!

    Lendo o comentário da senhora Dalila Teles Veras, em seu blog, (delicioso…) sobre o espetáculo DEZESSEIS ANOS, senti falta da menção justa e merecida do nome do Diretor do espetáculo, o ótimo Rodolfo David, que proporcionou belíssima encenção para que as palavras do também ótimo, Sérgio Pires, pudessem chegar aos espectadores do espetáculo.

    Faço coro com Dalila (a quem infelizmente não conheço pessoalmente) realmente o espetáculo é lindo e por isso, acredito que ela não deveria suprimir da sua crítica (comentário), a figura do diretor do espetáculo, pois, como separar da grande obra teatral, a figura do diretor? Que juntamente com os outros elementos, a atuação e a dramaturgia – luz, música, cenários etc – (mencionados no comentário de Dalila) integram a obra como um todo. Realmente o espetáculo é lindo e se não fosse o belo trabalho entre o dramaturgo, os atores e a direção, nada teria sido tão maravilhoso naquela noite. Certo?

    Já sei, estamos em uma livraria e a PALAVRA tem peso maior! Bom, mas o que seria da palavra no teatro, se não fosse a sua linda condução pelas mãos dos artistas? Bem…

    Enfim, gosto muito desse espaço, a Alfarrábio é um farol no meio da escuridão cultural que, infelizmente envolve a nossa cidade. Seria maravilhoso que em Santo André existissem mais espaços como esse. Parabéns!

    Obrigado pela Atenção!

    Tati Carvalho
    Pedagoga, Professora da Educação Especial e apaixonada por teatro

  5. Eunice Arruda says:

    Dalia: o Alpharrabio chegando cada vez mais perto. Eunice Arruda

  6. Eunice Arruda says:

    Dalila: ( repito ) o Alpharrabio chegando cada vez mais perto. Eunice Arruda